Fazendo um Bot para Telegram em Python

Para quem não conhece, os Bots do Telegram são entidades que parecem usuários e têm funções específicas. Quando você conversa com um Bot ou coloca ele em um grupo, você pode dar comandos para que ele realize uma atividade (um jogo, por exemplo) ou te passe informações. Se você deseja experimentar algum Bot, eu recomendo o @mau_mau_bot. Basta adicionar o Bot a um grupo do Telegram e vocês vão poder jogar UNO 😀 E o melhor, também é feito em Python!

Continuar lendo

Anúncios

Configurando Travis-CI no Flask

Para aqueles que possuem interesse em integração contínua e querem saber como aplicá-la em Python, principalmente em Flask, mas não sabem por onde começar, espero esclarecer algumas dúvidas aqui. Irei falar mais adiante sobre integração contínua (CI), Travis e como aplicá-lo no Flask.

Como geralmente ocorre, este post também surge de uma necessidade recente que tive um pouco de dificuldade para encontrar informações. No geral, integrar Flask com Travis é bem simples, porém ninguém te dá aquelas diquinhas que evitariam fazer você quebrar a cabeça por uma hora, que é basicamente a ideia aqui.

Continuar lendo

Passo-a-Passo web2py, 7º (e último) passo

Depois de uma longa espera finalmente chegou o último passo da nossa jornada pelo web2py. Primeiramente, eu gostaria de me desculpar pela demora deste último passo. Os meus motivos se resumem à universidade e à nova turma do curso de web2py, o que me tirou o foco destas postagens por um bom tempo. Então, fica aqui meu sincero pedido de desculpas pelo (bem grande) atraso.

Agora, para encerrar esta série com chave de ouro, vamos enfim colocar nosso app no ar! Para isso, iremos fazer as últimas configurações da nossa aplicação e hospedá-la no site http://pythonanywhere.com. O host foi escolhido pelo fato de ser gratuito e por sua simplicidade, mas fique à vontade para sugerir ou perguntar sobre outros que, sempre que possível, eu ajudarei 🙂

Continuar lendo

Passo-a-Passo web2py, 6º Passo

No último passo conseguimos realizar pesquisas dentro do nosso sistema e exibir os resultados na tela, ou seja, entendemos todo o sistema de views! Agora já temos uma noção geral sobre toda a organização do web2py compreendendo os Models, os Controllers e as Views.

Isso quer dizer que, com o conhecimento que temos até agora, já somos capazes de desenvolver uma aplicação completa no web2py. Por isso, vamos começar a entender detalhes mais específicos para aprimorar nosso controle de estoque para a locadora.

Continuar lendo

Passo-a-Passo web2py, 5º Passo

No 4º passo entendemos o funcionamento do CRUD e como aplicá-lo no web2py. A partir disso, conseguimos compreender melhor o funcionamento do SQLFORM, inclusive para realizar edição de registros; a utilização de querys, para selecionar registros; e o método de deleção.

Segue o índice para que você acompanhe também os outros passos:

Dessa forma, hoje devemos nos aprofundar em mais opções do web2py que utilizam esses mesmos conceitos ou algo bem semelhante. Tudo pronto?

Continuar lendo

Passo-a-Passo web2py, 4º Passo

No 3º passo acompanhamos como é possível inserir registros no banco de dados e como validar a inserção desses registros, para que não aconteça nenhuma inserção errônea ou indesejada.

Além disso, conhecemos o appadmin. O appadmin nada mais é do que um controle que o web2py traz para tudo que iremos fazer hoje: ele permite realizar operações CRUD no nosso banco de dados. Vamos ver como isso funciona!

Segue o índice para que você acompanhe também os outros passos:

Continuar lendo

Passo-a-Passo web2py, 3º Passo

No 2º passo vimos como montar as tabelas utilizando a DAL (Database Abstraction Layer) do web2py e construímos as tabelas que iremos utilizar na nossa locadora. Para ver o código pronto, você pode clonar o projeto do github em: https://github.com/juliarizza/locadora. Cada passo está separado em um branch com o respectivo código e o branch master contém a aplicação completa até o momento.

Continuar lendo

Estreando o Python Triângulo

Como muitos já devem ter visto por aí, eu nasci e moro em Uberlândia, localizada na região do Triângulo Mineiro. Isso quer dizer que eu moro num lugar bem longinho dos grupos de Python mais próximos (de BH e de SP), então sempre estou com vontade de participar de eventos do gênero e nunca consigo pelo fator dinheiro x distância. Sei que não sou a única da região com esse problema e entendo o quanto isso é inconveniente para um membro ativo da comunidade.

Portanto, de hoje em diante, o grupo Python Triângulo está oficialmente aberto para membros dessa região ou de outras mas interessados na comunidade. Continuar lendo